Notícias

PROGRAMA BILÍNGUE

  • 11
  • Abr

 


O PROGRAMA BILÍNGUE

Considerando os objetivos da educação bilíngue no século XXI, percebe-se que seu desenvolvimento permite ao aluno um nível de proficiência que o torna capaz de comunicar-se com desenvoltura com falantes das mais variadas origens, além de torná-lo “um cidadão global e responsável, capaz de atuar em diferentes contextos culturais, entendendo e apreciando a diversidade” (GARCIA, Ofelia. BilingualEducation in the 21stCentury: A Global Perspective, 2009).  

O Colégio Ágape, em parceria com o Programa de Educação Bilíngue da InternationalSchool, segue uma abordagem metodológica CLIL (ensino integrado de inglês), que promove a aprendizagem por meio da integração entre linguagem e conteúdo, adaptando o Programa à realidade e às necessidades da Escola, interagindo com a grade curricular e potencializando o preparo de seus estudantes à realidade do mercado brasileiro. Pela maneira como o Programa interage com a grade curricular, a escola potencializa o preparo de seus estudantes à realidade do mercado brasileiro. As aulas do currículo básico continuam a ser ministradas pelos professores de cada matéria em Português, já as aulas do Programa Bilíngue são ministradas totalmente em Inglês, utilizando o idioma como meio de instrução para o desenvolvimento tanto da linguagem quanto dos conteúdos.

Assim, há uma amplitude das possibilidades e da variedade de situações que permitem ao aluno:

  • desenvolvimento de observações;
  • análises;
  • argumentações;
  • potencialização de descobertas.

 

PILARES EDUCACIONAIS

Quanto ao core pedagógico, o Programa Bilíngue da InternationalSchool, no Colégio Ágape, baseia-se em cinco pilares educacionais:

 

  1. PILARES DA UNESCO

Os quatro pilares da Unesco são competências definidas pela Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI, coordenada por Jaques Delors, que estabelecem o cidadão completo capaz de viver e se adaptar neste século, são eles:

  • Aprender a conhecer: Também chamado de aprender a aprender, referente ao desenvolvimento da concentração, memória e habilidade de pensar, ou seja, os conhecimentos necessários para a compreensão de novos temas independentemente.
  • Aprender a fazer: Descreve a aplicação do conhecimento na prática, muitas vezes relacionado ao sucesso ocupacional como resolução de problemas, tomada de decisão, inovação e trabalho em grupo.
  • Aprender a viver juntos. Esse é um processo de conhecimento individual e do grupo e envolve o desenvolvimento de habilidades sociais e valores, como respeito e apreciação da diversidade. Dessa forma, estimula-se o diálogo e a discussão em grupo de forma saudável.
  • Aprender a ser. O objetivo desse conceito é a satisfação pessoal do cidadão com suas características, sua personalidade, complexidade e compromissos. Reconhecer-se como individuo criativo, apreciador de seus valores e sempre em busca de desenvolvimento pessoal.

 

  1. CLIL

CLIL corresponde a “ContentandLangueageintegratedlearning”, ou seja, é uma abordagem metodológica pedagógica que integra língua e conteúdo para potencialização dos resultados da aprendizagem.

 

  1. COMPETÊNCIAS DO SÉCULO XXI

Muitas questões têm sido levantadas aos sistemas educacionais sobre a preparação dos estudantes com competências que os capacitem para os desafios do presente e do futuro, que os permitam alcançar todo o seu potencial.

  • Pensamento crítico: é a habilidade de criar e gerenciar projetos, resolver problemas e tomar decisões baseadas em diferentes ferramentas e informações.
  • Comunicação: refere-seà comunicação efetiva, oral e escrita, e com uma variedade de ferramentas digitais. Não desconsiderando a escuta ativa e a habilidade de entender diversos contextos;
  • Colaboração: é a habilidade de trabalhar em grupos, aprender e contribuir no aprendizado de outras pessoas. Refere-se também à empatia e às habilidades sociais, além de reconhecer a diversidade e individualidade de cada um;
  • Criatividade e inovação: criatividade é descrita como a habilidade de desenvolver novas ideias, conceitos e produtos que tem utilidade no mundo atual. Já inovação faz uso da criatividade, mas contribui com um campo de conhecimento específico, normalmente relacionado à tecnologia.

Apesar de essas competências serem abordadas por diferentes ângulos e variarem de acordo com a região, algumas características são apresentadas em todos os documentos.

 

  1. CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL

Ao longo dos anos, o Colégio Ágape prepara seu aluno para exames internacionais:


O que as certificações internacionais podem proporcionar?

  • As certificações internacionais são ferramentas de avaliação que atendem a padrões internacionais de referência e são reconhecidas mundialmente.
  • Os resultados obtidos permitem às escolas traçar estratégias de ensino mais específicas para seus alunos. Por exemplo, adaptando atividades para as habilidades que os alunos precisam desenvolver.
  •  As certificações são a comprovação de que o ensino de inglês no colégio atende a altos padrões de qualidade.
  •  As certificações propiciam o reconhecimento do esforço individual dos alunos e de todo o investimento dos pais.
  • Ao serem expostas à preparação, bem como a simulados e exames internacionais desde muito cedo, as crianças desenvolvem habilidades importantes como a administração de tempo e o controle emocional, que serão fundamentais em avaliações futuras, a exemplo de vestibulares, ou qualquer outro tipo de avaliação formal.
  • As certificações permitem acesso a diversos cursos no exterior, como podemos ver neste link que mostra algumas das mais famosas instituições nos 5 países mais procurados pelos brasileiros para intercâmbio.
  • E, no futuro, as certificações possibilitarão aos alunos qualificação profissional e empregabilidade.

Como vimos, os benefícios vão muito além da possibilidade de estudar fora, algo que comumente associamos à obtenção de certificações internacionais, e podem ter seus benefícios maximizados, se aplicadas consistentemente desde os anos iniciais.

  1. BNCC

Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica, de modo a que tenham assegurados seus direitos de aprendizagem e desenvolvimento, em conformidade com o que preceitua o Plano Nacional de Educação (PNE).

Como é aplicado?

Este documento normativo aplica-se exclusivamente à educação escolar, tal como a define o § 1º do Artigo 1º da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996)1, e está orientado pelos princípios éticos, políticos e estéticos que visam à formação humana integral e à construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva, como fundamentado nas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica (DCN).

 

Portanto, a Escola visaao desenvolvimento pessoal, social, linguístico e cognitivo do aluno, processo que o caracterizará como cidadão do século XXI.

 

Atenciosamente,

Colégio Ágape.

 

 

 

 


Comentários

Busca

Categoria

Outras Notícias